HOME /

Blog

Negócio
Com foco em inovação, BHS e Axter se unem
Ler Artigo
Negócio
Dois é bom, três é demais! BHS entre as melhores empresas para trabalhar
Ler Artigo
Tecnologia
Saiba como a BHS melhorou a Agência Virtual da Cemig, o Cemig Atende, e deu autonomia aos usuários do sistema
Ler Artigo

Filtre os artigos pelo segmento desejado

Computação em Nuvem

Armazenamento de dados na nuvem: 3 fundamentos básicos

A quantidade de arquivos de uma empresa é muito grande, ainda mais na era digital em que estamos vivendo. Com o mercado cada vez mais competitivo e globalizado, a informação tornou-se um dos ativos mais importantes para a sobrevivência das empresas. É preciso coletar, armazenar e gerenciar um número cada vez maior de informações relativas à clientes, concorrentes e fornecedores. Para pequenas e médias empresas lidar com um volume cada vez maior de dados pode ser um desafio, principalmente se não estiverem utilizando armazenamento de dados na nuvem e estiverem somente em lugares físicos, como arquivos, pen drives e servidores físicos. Mas se por um lado a era digital aumentou o volume de informações, também trouxe novas soluções, como soluções em nuvem e seu recurso de armazenamento de dados na nuvem – a opção mais segura e acessível para pequenas e médias empresas. Isso porque, com a nuvem o pequeno e médio empreendedor não vai precisar de grandes investimentos para compra de hardware e não terá custo com manutenção de redes ou equipamentos para alocação de informações. Mas como deixar sua empresa pronta para o armazenamento de dados na nuvem e backup em nuvem? A seguir falaremos dos três fundamentos básicos para você criar um alicerce de dados na nuvem na sua empresa. Se você está pensando em levar seus dados e informações sensíveis para a nuvem, esse é o caminho.   1) Backup de dados Muitas pequenas e médias empresas não fazem backup de dados por ser muito caro e complexo. Mas essa ferramenta é essencial para quem busca uma maior fatia do mercado. O backup em nuvem fornece uma alternativa atraente às fitas, com redução de custo significativas e tempos de recuperação mais curtos. O processo também é muito mais simples, não tem aquela complexidade do servidor físico. Opte por soluções que consiga configurar, facilmente, facilmente o seu backup, com replicação automática e proteção de um datacenter de classe empresarial.   2) Armazenamento de dados na nuvem escalonável Escolha sempre uma opção escalonável para armazenamento de dados na nuvem e para gerenciar seus dados, assim você pode armazenar desde pequenas quantidades de dados a centenas de terabytes. Ou seja, você armazena de acordo com a sua necessidade e paga apenas pela quantidade de dados que está armazenando. E se a quantidade de dados crescer, você faz o provisionamento para armazená-los. O armazenamento do Microsoft Azure, por exemplo, faz o balanço automático da carga de seus dados, ou seja, conforme crescem as demandas o Azure aloca automaticamente os recursos apropriados para atendê-las. Se seu objetivo é coletar e usar dados para expandir seus negócios, escolha uma opção que, além de escalonável, possa ser integrada a ferramentas analíticas que o ajudaram a tomar decisões mais assertivas.   3) Proteção de dados abrangente Utilize tecnologias de servidor integrada para proteger seus dados onde quer que eles estejam, seja um servidor local, um dispositivo móvel ou em um compartilhamento de arquivos online. Na nuvem, distribua seus dados em diversos compartimentos virtuais. Algumas soluções já oferecem esse serviço automaticamente. No Azure, por exemplo, os seus dados são armazenados e replicados geograficamente, de forma automática, mantendo seis cópias dos seus dados em dois datacenters diferentes. Escolha, também tecnologias com opção de criptografia e autenticação multifator já disponíveis. E, claro, verifique a confiabilidade do serviço e do fornecedor antes de armazenar seus dados na nuvem. Além do backup e armazenamento de dados, a nuvem oferece vários outros serviços que podem transformar a sua empresa - virtualização, hospedagem de site e comércio eletrônico e recuperação de desastres eletrônico - garantindo mais produtividade, segurança e redução de custos. Assim, para otimizar sua empresa para a nuvem e aproveitar todos os benefícios que ela pode te dar, busque opções de armazenamento de dados que possam interoperar com todas as ferramentas que você planeja usar.   Para saber mais sobre o backup e armazenamento de dados do Azure, clique nos links abaixo. Segurança de dados: veja como o Microsoft Azure pode ajudar [Infográfico] Como uma empresa de médio porte resolveu problemas de backup de dados [E-book] Azure - A plataforma de nuvem da empresa moderna   Com o Microsoft Azure, você pode criar, hospedar e rodar as suas aplicações na nuvem sem se preocupar com infraestrutura, além de também poder hospedar servidores, bancos de dados, montar o seu ambiente diretamente e utilizar o armazenamento de dados na nuvem. Em caso de dúvidas sobre o Microsoft Azure ou licenciamento Microsoft, Utilize nosso formulário de contato ou ligue: (31) 3071-9070 / 3071-9091
Ler Artigo
Computação em Nuvem

Recuperação de desastres: soluções de segurança em nuvem para sua empresa

Como sua empresa se sairia na recuperação de desastres? Sua empresa emprega soluções de segurança que permitem a recuperação em casos de imprevistos? Não? Continue lendo e saiba mais sobre esse assunto. A nuvem é uma solução em prol do crescimento das empresas, com ela empresários conseguem fazer mais com menos e tirar mais proveito de seus investimentos em tecnologia. De acordo com o estudo, aproximadamente ½ dos decisores de negócios usam a nuvem para obter melhor agilidade em suas operações de negócios. Para que não reste dúvidas em relação aos benefícios de levar a sua empresa para a nuvem, falamos aqui da importância da nuvem para o crescimento de pequenas e médias empresas, das máquinas virtuais do Azure, da hospedagem de websites e da capacidade de armazenamento e backup dos serviços em nuvem. Hoje, vamos tratar de uma solução específica do Microsoft Azure, o Site Recovery (ou recuperação de sites). O Site Recovery é um recurso de recuperação de desastres simples e automatizada, que oferece proteção e alta disponibilidade. O Site Recovery pode proteger servidores físicos, máquinas virtuais e VMware ao automatizar a replicação de máquinas virtuais para um local secundário, seja ele outro local do seu datacenter ou a nuvem do Azure. Tendo como local secundário o Azure, seus dados ainda serão criptografados em repouso e em trânsito, o que garante ainda mais segurança para seu ambiente.   Recuperação de desastres com total controle Quem define as políticas para levar seu ambiente para a nuvem é você. Dessa forma, você poderá coordenar todo o processo de replicação e recuperação automática do seu ambiente nos locais secundários escolhidos por você. E ainda poderá testar todo o ambiente para certificar se a solução funcionará, caso ocorra algum problema. Esses testes funcionarão como uma simulação de testes de falha. Ou seja, se ocorrer o inesperado na sua empresa, uma queda de energia ou um ataque cibernético - por exemplo, você saberá exatamente como sua empresa responderá. E melhor, terá a tranquilidade de saber que conseguirá cumprir todos os compromissos firmados com clientes e parceiros.   Quer saber mais como funciona a solução em nuvem da Microsoft para recuperação de desastres – o Site Recovery? [Infográfico] Saiba tudo sobre o Site Recovery   Clique aqui e saiba tudo sobre as máquinas virtuais do Microsoft Azure.   Com o Microsoft Azure, você pode criar, hospedar e rodar as suas aplicações utilizando a computação em nuvem sem se preocupar com infraestrutura, aumentando a segurança e se preparando contra imprevistos com ações de recuperação de desastres, além de também poder hospedar servidores, bancos de dados e montar o seu ambiente diretamente. Em caso de dúvidas sobre o Microsoft Azure ou licenciamento Microsoft, Utilize nosso formulário de contato ou ligue: (31) 3071-9070 / 3071-9091
Ler Artigo
Computação em Nuvem

Como está a segurança da informação da sua empresa? Faça o teste e descubra

E se ocorresse um incidente inesperado, como uma inundação, incêndio, queda de rede ou um ataque cibernético? A segurança da informação da sua empresa está segura contra imprevistos? Sua empresa continuaria a funcionar normalmente e você conseguiria cumprir todos seus compromissos com seus clientes? Sistemas inativos podem levar a perda de dados, perda de clientes e muito mais, ou seja, pode ser muito dispendioso para uma empresa. De acordo com a Federal Emergency Management Agency (FEMA), 40% das empresas atingidas por desastres nunca voltam a abrir as portas. Para manter a continuidade de seu negócio, é importante pensar na proteção de seus investimentos. Como está a segurança da informação da sua empresa? Para você medir o nível de maturidade em segurança e saber por onde começar, nós criamos um teste. Responda as perguntas abaixo, com verdadeiro, falso ou não sei. 1) Se acontecer um desastre físico, minha empresa tem um plano de contingência para lidar com a situação? 2) Realizo treinamentos para informar aos colaboradores sobre as ameaças de segurança e orientá-los sobre os sinais que eles devem ficar a atentos. 3) Minha empresa envolve tempo de atividade constante, no modelo 24/7, que não para. 4) Minha empresa é muito bem organizada, todos os meus departamentos conseguem se coordenar, eficazmente, caso ocorra um desastre ou uma falha grave no sistema. 5) E se ocorresse um desastre físico, como incêndio ou uma inundação, conseguiria restabelecer as operações sem problemas dentro de horas. 6) Meu datacenter tem um local externo para recuperação de desastres, estabelecido e configurado. 7)  Realizo backup dos meus sistemas de TI e dados críticos a cada hora e/ou diariamente. 8) Consigo restaurar, de forma rápida e eficaz, meu servidor / sistema em caso de desastre ou falha. Agora é a hora do resultado! Se você respondeu verdadeiro a 5 ou mais sentenças, ótimo. A segurança da informação da sua empresa provavelmente deve estar bem estruturada. Mas, se a maioria das suas respostas foi falso ou não sei é bom ficar atento, mas não se desespere. Com as ferramentas e tecnologias certas, você consegue minimizar o risco de desastres, proteger seus dados, e ainda aumentar o desempenho e produtividade da sua equipe de TI. Claro, que estamos falando das soluções em nuvem. Com o Microsoft Azure, você hospeda seus aplicativos na nuvem e sempre terá uma cópia dos dados fundamentais para seu negócio. Você também terá seus dados salvos em um segundo local de datacenter com o Windows Server.   Quer saber mais sobre recuperação de desastres? Clique nos links abaixo. Recuperação de desastres: soluções de segurança em nuvem para sua empresa [Infográfico] Saiba tudo sobre o Site Recovery Ainda tem dúvidas sobre a nuvem, leia mais em: 4 motivos para iniciar sua empresa na computação em nuvem Comece a sua jornada via nuvem Armazenamento na nuvem: mitos e verdades   Clique aqui e saiba tudo sobre as máquinas virtuais do Microsoft Azure.   Com o Microsoft Azure, você pode criar, hospedar e rodar as suas aplicações utilizando a computação em nuvem sem se preocupar com infraestrutura e ainda reforçar a segurança da informação da sua empresa, além de também poder hospedar servidores, bancos de dados e montar o seu ambiente diretamente. Em caso de dúvidas sobre o Microsoft Azure ou licenciamento Microsoft, Utilize nosso formulário de contato ou ligue: (31) 3071-9070 / 3071-9091
Ler Artigo
Computação em Nuvem

Plataforma e-commerce estável em qualquer época

As datas comemorativas, como Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia dos Namorados, Dia das Crianças, Natal e, claro, a Black Friday são sempre uma ótima oportunidade de aumentar as vendas. As ocasiões, comemoradas anualmente, movimentam o e-commerce e faz com as pessoas busquem sempre os melhores preços e condições de pagamentos para presentear seus familiares, amores e amigos. Uma loja em plataforma e-commerce deve estar preparada para esses eventos. Todo empreendedor, seja sua loja física ou eletrônica, quer uma fatia desses negócios que estão para acontecer. E se preparam para isso: aumentam seus estoques, fazem campanhas publicitárias para atrair os clientes em potencial até chegam a aumentar número de vendedores e atendimento via chat. Porém, muitas empresas de e-commerce enfrentam problemas em datas sazonais, pois os sites não suportam os picos de acesso. Na maioria das vezes, isso ocorre porque as empresas utilizam servidores on-premises – que são próprios da empresa e não dão conta do aumento de acessos durante as datas comemorativas. Para que isso não ocorra, a solução é usar escalabilidade das soluções em nuvem, que oferecem a possibilidade de aumentar e diminuir o tamanho da banda de acordo com o período, com a possibilidade de voltar ao tamanho que mais lhe atende em períodos normais. Assim, você garantirá que seus consumidores efetuarão a compra com tranquilidade, sem deixar de comprar qualquer produto por causa das quedas do site. E como você paga pelo que usar, não precisará estourar seu orçamento. Tenha uma plataforma e-commerce na nuvem O Azure, plataforma de nuvem da Microsoft, oferece além da escalabilidade e da economia, também mais segurança para sua plataforma e-commerce: Escalabilidade: você pode aumentar a banda do seu site ou plataforma e-commerce de acordo com a sua demanda, sem se preocupar com a capacidade do seu servidor. Pay-as-you-go: pague apenas pelo que consumir e desligue os recursos que não irá mais usar, na hora que quiser. Integração: a Azure se conecta com seu servidor físico em uma solução híbrida. Segurança: seus dados estarão protegidos e criptografados com base em políticas de privacidade Microsoft.   Quer saber mais sobre como garantir a estabilidade e escabilidade do seu site ou plataforma e-commerce? Clique aqui e acesse o infográfico para ver como o Microsoft Azure pode transformar seu site sem aumentar sua infraestrutura de TI.   Com o Microsoft Azure, você pode criar, hospedar e rodar plataforma e-commerce na nuvem sem se preocupar com infraestrutura, além de também poder hospedar servidores, bancos de dados e montar o seu ambiente diretamente. Em caso de dúvidas sobre o Microsoft Azure ou licenciamento Microsoft, Utilize nosso formulário de contato ou ligue: (31) 3071-9070 / 3071-9091
Ler Artigo
Computação em Nuvem

6 dicas de como montar um e-commerce bem-sucedido

O e-commerce está crescendo cada vez mais no Brasil. Segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico – ABComm, em 2017 o comércio eletrônico deve crescer 12% em relação a 2016, chegando a um faturamento de R$ 59,9 bilhões, totalizando mais de R$ 200 milhões de pedidos virtuais. Mas como montar um e-commerce que venda bem? Antes de saber como montar um e-commerce propriamente dito, é necessário planejamento, produtos e dinheiro, e para mantê-lo em constante desenvolvimento será necessária dedicação para que o consumidor tenha uma boa experiência nas compras. Para te ajudar nessa missão, elegemos seis dicas de como montar um e-commerce, garantir sucesso nas vendas e crescer com eficiência.   1) Planeje-se – como montar um e-commerce dando o primeiro passo com eficácia O planejamento é fundamental para iniciar qualquer negócio e rever suas estratégias para melhorar seus resultados. Segundo pesquisas do Sebrae, 53% das micro e pequenas empresas fecham antes de completar o terceiro ano de vida. Por isso, conhecer e monitorar o mercado consumidor e concorrente é tão importante. Então, entenda o mercado com o qual você irá trabalhar: analise seus produtos, conheça seu público-alvo e seus concorrentes, quanto será preciso investir e em quanto tempo o negócio começará a dar retorno. Com todas essas informações faça seu plano de ação e monte um cronograma de atividades. E se tiver alguma dúvida no meio do caminho, reveja novamente essas informações, pois elas irão te orientar a tomada de decisões ou solucionar problemas.   2) Logística – como montar um e-commerce que ofereça comodidade e flexibilidade para o consumidor A ideia do e-commerce é facilitar a vida do consumidor: ele pode fazer suas compras em casa e receber seus produtos sem transtorno e preocupação e ainda com formas de pagamento flexíveis. Comodidade e flexibilidade, é isso que espera todo consumidor. Por isso, a logística é crucial para o sucesso de seu empreendimento. Entregar os produtos dentro do prazo combinado e oferecer formas de pagamento acessíveis e flexíveis para o consumidor é o primeiro passo para o sucesso. Essas duas premissas precisam ser cumpridas e lembre-se: elas não são vistas pelo consumidor como um benefício e sim como o básico de uma compra online. Mas você pode melhorar o relacionamento com seu cliente e criar ações para fidelizá-lo, como oferecer descontos na segunda compra, brindes e condições especiais para pagamento. Outra ação, também, é oferecer frete grátis dependendo do valor que o consumidor comprar. Essas ações te ajudam a atrair o consumidor. Mas não se esqueça: se organize para cumprir todos os prazos.   3) Estoque – como montar um e-commerce que tenha sempre em mãos o que seu cliente quer Na dica 1, falamos que era preciso saber quanto seria necessário investir para iniciar seu comércio eletrônico. Talvez seu investimento mais alto será com o estoque, pois qualquer loja – física ou virtual – precisa ter um estoque. Garanta um grande estoque e se organize para que não falte nenhum produto, há sempre os consumidores que se empolgam na hora das compras. E fique atento para que não haja erros no momento da compra e entrega.   4) Marketing – como montar um e-commerce com investimentos bem planejados “Quem não é visto não é lembrado”, quantas vezes você já ouviu essa frase? Realmente, é preciso investir na divulgação do seu e-commerce, mas a nossa dica é sobre como fazer. Nesta etapa, você deve voltar novamente ao seu planejamento: estudar seu público-alvo, seus concorrentes e o comportamento dos seus clientes em potencial. Muitas dessas informações, você pode buscar em sites governamentais. É que os especialistas chamam de dados secundários, já que, às vezes, fazer uma pesquisa de mercado pode ficar muito caro. Algumas fontes governamentais que você pode pesquisar são: IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (ibge.gov.br): o órgão possui informações importantes sobre o mercado brasileiro. Entre as mais importantes destaca-se a PNAD (Pesquisa Nacional de Amostragem por Domicílios), realizada anualmente e o CENSO brasileiro feito a cada dez anos, que retrata tendências demográficas, indicadores sociais municipais, trabalho e rendimento, características gerais da população, educação, migração, desloca­mento, etc. IPEA – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (ipea.gov.br): aqui você en­contra dados sobre a área econômica e social do país, como tributação, acompa­nhamento conjuntural, desigualdades regionais, cultura, arranjos produtivos locais e muitos outros. SEADE – Fundação Sistema Análise de Dados (seade.gov.br): a fundação ana­lisa dados socioeconômicos e demográficos, como a mulher e o trabalho, condi­ções de vida, emprego e desemprego.   Depois de estudar seu público e saber quais melhores canais de investimento, capriche no layout e abuse da criatividade.   5) Navegar é preciso – como montar um e-commerce acessível e disponível Facilite a navegação para seu consumidor, ele precisa ter acesso fácil à sua loja, poder comprar de qualquer lugar e por qualquer dispositivo, assim: Mantenha as informações bem claras Tenha uma identidade visual que torne a leitura agradável Links e conteúdos tem que estar facilmente acessíveis e claros para o internauta Tenha um site responsivo e adaptado para todas as plataformas Desenvolva um site leve, de fácil carregamento   6) Infraestrutura – como montar um e-commerce estável e sempre no ar A última dica e uma das mais importantes – tecnologia. Tenha a tecnologia certa para que seu site funcione bem, esteja sempre no ar. Para e-commerce, você precisará de um site que funcione 24/7, seja seguro e suporte os picos de acesso (como as datas comemorativas – Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia dos Namorados, Dia das Crianças, Natal e, claro, a Black Friday... imagina seu site fora do ar bem nessas datas onde mais se vende?). As soluções em nuvem são uma ótima opção, pois ela se adapta ao crescimento do seu negócio e você paga de acordo com a sua demanda. Como funciona: você paga somente pela banda que usar, para aguentar os picos de acessos e, quando este momento passar, pode voltar para o tamanho que melhor lhe atende. Com o Microsoft Azure, você ainda paga somente o que consumir, pois ele não exige mensalidade fixa. Você garante a estabilidade do seu site com a segurança Microsoft e a flexibilidade que você precisa para não estourar o seu orçamento.   Quer saber mais? Acesse os links abaixo, fique por dentro do mundo do e-commerce e como podemos te ajudar a impulsionar seus negócios. Plataforma e-commerce estável em qualquer época [Infográfico] Veja como o Microsoft Azure pode transformar seu site sem aumentar sua infraestrutura de TI   Com o Microsoft Azure, você pode criar, hospedar sites, como montar um e-commerce na nuvem sem se preocupar com infraestrutura, além de também poder hospedar servidores, bancos de dados e montar o seu ambiente diretamente. Em caso de dúvidas sobre o Microsoft Azure ou licenciamento Microsoft, Utilize nosso formulário de contato ou ligue: (31) 3071-9070 / 3071-9091
Ler Artigo
Anterior Próximo